Com o que você se compromete?

Acreditamos ser pessoas muito comprometidas e determinadas. Não medimos esforço para ver nossos objetivos darem certos. Temos garra e vamos até o final, fazendo de tudo para conquistar nossas metas. Porém essas as metas estão alinhadas como que realmente queremos?

Muitas vezes nos comprometemos com uma estratégia e não com o real propósito daquela ação.

E qual é a diferença entre estratégia e propósito?

A estratégia é uma forma de realizar o propósito. Já o propósito, é algo essencial a intenção por de trás de tudo que faz. Pode ser considerado uma necessidade real que urge dentro de você. É algo que te deixa inquieta enquanto esse desejo não for suprido. É como que virasse quase uma obrigação interna de manifestar formas de suprir essa necessidade para se sentir bem e realizada.. 

Aqui vai um exemplo real de uma pessoa que se comprometeu demasiadamente com a forma e não com o propósito. (mudei detalhes para não afetar a pessoa)

Ela sentia necessidade de ser realizada no trabalho. Saiu de uma grande empresa para começar seu próprio negócio. Se comprometeu em abrir e gerir uma loja de pijamas para satisfazer sua necessidade, ou seja seu propósito, de  dar acesso ao conforto e ao prazer”.  Fazem 3 anos que ela trabalha horas a fio, noites a dentro e finais de semana para que a loja dê certo. Por fatores externos a loja não tem mostrado resultados satisfatórios para continuar tentando fazer a loja ser bem sucedida. Mas como seu comprometimento é tanto, gerou esperança e continua com vontade de fazer a loja dar certo. Essa mulher comprometidíssima passou a ser teimosa, como ela mesma colocou, ao invés de determinada por insistir na forma e não no propósito.

Agora ela está no processo de transição para mudar esse olhar e continuar comprometida com o que realmente importa. A loja, nessa situação, é apenas uma das infinitas estratégias de suprir o propósito de dar acesso ao conforto e prazer” para as pessoas

Nesses casos o que precisa ser feito é mudar a perspectiva da mesma situação.

Resumindo, comprometer-se demasiadamente com a estratégia e não com o propósito, pode nos levar a armadilha sem perceber. Se, por acaso, a estratégia que estiver sendo aplicada não está entregando resultados satisfatórios não hesite em mudar. 

Como eu já disse em outro post (clique aqui), existem inúmeras soluções para se comprometer com seu propósito.

TUDO BEM PARAR DE FAZER ALGO QUE NÃO ESTEJA ALINHADO COM SEU PROPÓSITO. VOCÊ SE TORNA UMA PESSOA MAIS COMPROMETIDA AINDA - COM AQUILO QUE REALMENTE IMPORTA.

Aqui vai uma sugestão para refletir sobre a sua atividade.

Pare e pense:

  1. O que te inquieta, te indigna e não tira seu sono? 
  2. Qual problema que mais te irrita hoje?  
  3. Seu trabalho está fazendo algo para suprir essas necessidade hoje?

Se sua necessidade for um problema real sugiro resolvê-lo diariamente. Se o seu trabalho não está te ajudando a fazer isso, pense em outras estratégias.

Texto inspirado por uma questão de uma pessoa que está participando do Travessia. Um programa para planejar sua transição.