12 dicas para sair do trabalho que não quer mais e começar a fazer o que você deseja

12 DICAS PARA SAIR DO TRABALHO QUE NÃO QUER MAIS E COMEÇAR A FAZER O QUE VOCÊ DESEJA

Fazer uma transição não é fácil. É preciso ter clareza do que fazer antes de abandonar o trabalho atual.

Aqui vai algumas dicas que me ajudaram e sempre faço uso:

1. Crie um senso de urgência

Saiba qual é o objetivo mais real e essencial que te faz querer sair desse trabalho. As mudanças mais bem feitas são aquelas que entendemos o porque fazemos com um motivo genuíno por trás da situação. Você sabe o que te move para fazer essa mudança? O que você está buscando? Procure refletir sobre sua vida e entender cada vez mais sobre si mesma.

2. Defina o que sucesso significa para você

 

Descubra o que é importante para você. Sucesso é um conjunto peculiar de valores de vida de cada indivíduo. Não há resposta certa. Por isso você tem que tem clareza dos seus para criar indicadores ou critérios de decisão. Leia mais sobre isso nesse post.

3. Sonhe com o futuro que você quer viver

Todos nós criamos a realidade que queremos viver. Por isso, é importante saber qual realidade você deseja criar. Quando pergunto para as pessoas “Que futuro você quer criar?”, a maioria das pessoas respondem: “quero criar um mundo melhor, que seja diferente da realidade que vivemos”. Mas o que isso significa? Nesse post falo mais sobre isso. Experimente transformar seus sonhos em imagens e frases .Aproveite para fazer um mural no seu final de semana para que você possa se relembrar todos os dias e, aos poucos, plasmar esse futuro desejável.

4. Visualize o longo prazo e planeje só o curto prazo

 

Não adianta investir seu tempo fazendo planejamentos mirabolantes de 1, 3 e 5 anos, como dizem por aí. As circunstâncias externas mudam, as consequências de seus atos também. E isso pode te levar a novos caminhos que chegam na sua visão de futuro. O importante é você ter clareza da onde quer chegar e o que é importante viver ao longo dessa caminhada. Não se apegue a forma do que você quer fazer, isso pode tornar sua jornada muito mais rígida do que ela precisa ser. Enxergue lá na frente e foca na ação de agora. Planeje para um ano no máximo.

5. Destrinche seu cargo em habilidades

No mundo tradicional, estamos muito acostumados em nos definir pelos cargos. Quando na verdade o cargo remete a responsabilidades. Uma pessoa falou para mim “Eu não sei o que sei fazer bem. Só sei que sou professora”. Todos nós temos habilidades e usamos elas todos os dias. Mas as vezes não damos conta disso. Então faça uma análise das suas: O que você faz bem no seu trabalho? Que atividades são essas?

6. Ache formas de aplicar suas habilidades já reconhecidas na área que deseja atuar

O seu trabalho desejado pode estar em uma nova área, nova empresa, nova indústria, novo setor ou por ventura numa nova fase como empreendedora. Não negue suas origens e aproveite o reconhecimento que você já tem das suas habilidade e aplique-as de uma nova forma.

7. Converse com pessoas que pensam que nem você

Se aproxime de pessoas que amam o que fazem e vêem sentido no trabalho que exercem. Procure estar próxima de pessoas que se sintam livres. Elas vão te trazer uma carga de inspiração e coragem para seguir em movimento. Experimente participar de alguns pequenos projetos que elas fazem parte. Isso pode te ajudar a ter noção do que quer (ou não) fazer. Só fazendo que você vai saber. Não se autossabote. 

8. Frequente lugares alinhados com seus valores

Se o ambiente do seu trabalho não está te energizando, procure lugares que fazem mais sentido você estar. Você sabe o que você não abre mão na vida? Você tem clareza do que você preza para viver plenamente? Quem você conhece que também tem esses valores? Faça uma lista dessas pessoas e marque de encontrá-las e comece a se entrosar.

9. Ajude as pessoas que você gostaria de se aproximar

Coloque suas habilidades a serviço de quem você quer se aproximar. AjudeAo invés de pedir para tomar cafezinhos, para saber como ela fazem o que fazem, pense em formas de ajudá-las de forma mais ativa. Use seus talentos, sua inteligência, seu tempo e sua vontade para agregar valor a elas. Tenho certeza que a receptividade vai ser maior.

10. Peça ajuda.

Seja humilde e saiba pedir ajuda para as pessoas próximas de você. Procure o apoio de familiares, amigos e por ventura algum profissional. A transição é um momento delicado que você pode precisar de amparo emocional e intelectual para fazer escolhas que façam sentido.

11. Aja. Se coloque em movimento, mesmo sem saber o que fazer.

Quando estamos na inércia o primeiro passo sempre é o mais difícil de dar. A pior coisa a fazer é ficar pensando no que vai fazer e tirar conclusões antes até de experimentar. Como a Vivian Dall’Alba escreveu, “Você não precisa saber fazer. Precisa fazer”. Sai fazendo. Use seu tempo livre para experimentar vivências diferentes das que têm no trabalho atual. Invista seu tempo e sua energia na sua transição.

12. Seja autêntica — esqueça o CV e conte uma história

 

Quem se posiciona bem se baseia na sua autenticidade, em quem são de verdade, e em quem querem ser. Você saber o que te faz ser diferente, competente, experiente e qualificado no seu trabalho atual e no trabalho que você deseja? Não tem nada mais frio que um currículum vitae. Faça uso dos seus talentos para fazer coisas inusitadas e use esse projetos como cases para embasar suas capacidades. O currículo geralmente só mostra o que você fez e não o que você é capaz de fazer. Não se baseie num currículo somente bem escrito e com um layout diferente.

Se preocupe em criar cases para ter provas de que suas habilidades, conquistas e projetos demonstram que você é capaz de fazer coisas únicas, relevantes e autênticas. E assim, conte histórias marcantes ao invés de apresentar apenas habilidades. Esqueça o currículo.

13. (Bônus) Empreenda sua vida. Projeto mais importante de todos.

Pense e aja de forma estratégica e criativa com um olhar para o desenvolvimento e crescimento de si mesmo. Tome as rédeas da sua própria vida. Faça escolhas e banque elas. Seja responsável a ponto de entender que, se nada aconteceu ainda, depende só de você agir.

Então resumindo: Entenda o futuro que você quer viver e coloque suas habilidades a serviço de pessoas que valorizam as mesmas coisas que você.

Gostou desse post e acha que pode ajudar outras pessoas? Então clica no coraçãozinho! ❤

Se você quiser fazer a sua transição de forma mais suave, conheça o Programa Travessia, Abordaremos os principais aspectos para criar um Trabalho com Significado.