O seu trabalho dita seu estilo de vida ou seu estilo de vida molda o seu trabalho?

Você já pensou em qual “lógica” você opera? Vive a mercê do trabalho ou o trabalho vive ao seu mercê?

1_bR1f-NGmSsrZ2efFtIUwDA.jpeg

Até pouco tempo atrás eu estava operando na lógica onde o “trabalho” dita meu estilo de vida. Mesmo praticando um trabalho com significado há 10 anos, eu estava colocando em foco o impacto positivo e esqueci da minha qualidade de vida.

Percebi que o senso de urgência para resolver as necessidades do mundo com mais rapidez é o que me movia. Continuo sentindo, no âmago do meu ser, que mais pessoas poderiam ser mais felizes no trabalho. Quanto mais pessoas realizadas criando positivo melhor é para todos.

Porém nosso tempo de vida é o recurso mais escasso que existe. Então me dei conta que estava se tornando insustentável trabalhar tanto mesmo sendo para uma causa que acredito tanto. Primeiro quero cuidar de mim e do que me realiza.

Apesar de saber que muitas pessoas se beneficiariam do meu trabalho, coloquei na balança também a minha qualidade de vida e o estilo de vida que desejo viver. Amo o que eu faço e poderia passar “vidas inteiras” apoiando as pessoas nos seus processos de autoconhecimento. Só que estaria esquecendo de levar em consideração outras áreas da minha vida que são tão importantes quanto o trabalho. Me dei conta que o essa é apenas uma parte da minha vida que me realiza.

Ter tempo para curtir meu filho é algo que me realiza muito e dei conta que é um tempo que não volta. Além de qualidade quero tempo “em quantidade” para de fato estar presente.

Me livrei da pressão que me coloquei em ajudar tantas pessoas apesar de continuar me fazendo sentido. Saí do lugar da “correria maluca” que eu mesma tinha me colocado.

Coloquei o papel do trabalho no lugar que ele merece estar na minha vida. Desde que eu me realize e me sinta útil ajudando as pessoas a serem as suas melhores versões, estou feliz e plena. Hoje dedico meu tempo e também “share of mind” com outras coisas que também me importam.

Dose de reflexão:

Quatro passos para te ajudar a pensar no estilo de vida que deseja viver para depois pensar no trabalho que te permita viver de tal forma.

1 — Qual é o estilo de vida que você quer viver?

Tire um tempo em silêncio, de preferência sem ser interrompida para projetar o seu dia, mês e ano perfeito. Além disso faça um mapeamento dos principais desejos e vontades que têm e precisa realizar antes de morrer. O que você acha que se arrependeria, no leito da morte, se deixasse de fazer?

Se quiser aproveite para escrever suas reflexões de forma descritiva. Quanto mais específico forem as suas ações, mais clareza terá dos valores que estão por de trás das atividades.

2 — Sublinhe o que é importante para você no dia, mês e ano

Ficará mais fácil de saber os seus indicadores de sucesso e assim servirá como base para pensar num trabalho ideal.

Alguns exemplos da minha lista:

  • Criar meus filhos para terem autonomia. Basear a educação deles no que é bom para eles e não necessariamente o que for conveniente para mim.

  • Meditar e fazer yoga de manhã.

  • Passar bastante tempo do meu dia com meus filho(s) (ao menos no primeiro setênio).

  • Ter uma família grande.

  • Almoçar comida caseira em casa em família.

  • Ser vegana.

  • Marcar encontros a hora que eu quiser. Seja com clientes, seja com amigos.

  • Ter uma comunidade de apoio que compartilham os mesmos valores que eu em relação aos filhos.

  • Curtir delicatessen artesanais.

  • Comer orgânicos.

  • Experimentar restaurantes diferentes.

  • Ter tempo para fazer experiências na cozinha.

  • Viajar para o mato ou a praia ao menos duas vezes por mês. Sem ser de final de semana necessariamente.

  • Viajar duas vezes por ano para o exterior e conhecer culturas diversas.

  • Passar uma temporada de seis meses a um ano viajando com a família inteira.

  • Morar na Tailândia com minha família.

  • Possuir apenas bens “de qualidade” e necessários sem exageros.

  • Comprar de produtores locais.

  • Consumir conhecimento de qualidade e estudar antroposofia e educação.

  • Estudar e me aprofundar nos meus temas de interesse

  • Facilitar retiros.

  • Ter tempo para fazer nada.

Para conquistar os objetivos acima preciso criar as condições para tal.

Abaixo as 5 condições “base” que preciso para realizar meus objetivos:

  • Ter domínio do meu tempo

  • Gerar recursos para viabilizar os meus desejos materiais

  • Ter vitalidade

  • Ter ritmo, coerência e disciplina

  • Me relacionar com outras pessoas

Critérios para criar um trabalho que te permita ter o estilo de vida desejado

Sem critérios para tomar uma decisão, qualquer decisão é válida. Nesse caso, os pré requisitos são as coisas que te darão as condições para viver esse estilo de vida.

No meu caso, ter o domínio do meu tempo, gerar recursos o suficiente para viabilizar os meus desejos, instaurar ritmo na minha vida, exercer atividades alinhadas com meus valores e também me relacionar com pessoas criam as condições para viver o estilo de vida que desejo. Portanto eles são a “base” do que eu preciso num trabalho ideal.

3 — Como poderia aplicar seus talentos e paixões de forma que contribuísse para viver dessa forma?

Faça um mapeamento dos seus talentos e paixões e procure formatos viáveis de acordo com seus critérios. Antes de considerar qualquer possibilidade reflita se criará as condições para viver o estilo de vida desejável.

4 — O que falta para chegar colocar tudo isso em prática?

Se você já sabe o seu estilo de vida ideal e tem clareza dos talentos que têm para oferecer, o que está te impedindo de viver isso? Não vale a desculpa de que “é impossível”. Se manter no conformismo de que “trabalho não se escolhe” e que apenas “dando duro que se ganha dinheiro” são crenças. Escolhemos acreditar nelas.

Cada um cocria a sua realidade.

Se quiser ajuda para mapear o que te move e os seus talentos, paixões, valores e visão de futuro, posso te ajudar a partir de um resgate biográfico.

Ao analisar o seu passado podemos levantar os valores que pautaram as principais decisões que tomou ao longo da sua vida. Além disso podemos resgatar o que você fazia bem e nem via o tempo passar.

Faço isso em grupo no Programa Travessia e também individualmenteconforme a necessidade.

Se esse artigo te ajudou, aperte nas palminhas para que chegue em mais gente ❤