autoconhecimento

O processo criativo para escrever meu manifesto

O processo criativo para escrever meu manifesto

 

Queria escrever um texto que me relembrasse todos os dias do que eu valorizo na vida, uma declaração do que desejo viver no dia a dia, para me lembrar do que é realmente importante para mim.

Queria escrever um texto que me orientasse nos momentos de dúvida no momento de tomar uma decisão.

Já que a atividade dessa semana, no desafio 9 semanas, é extrair seus valores, a partir de um resgate biográfico, e pontencialmente escrever seu manifesto. Então compartilho com vocês o meu processo criativo e meu manifesto.

 

Meu processo criativo

Como eu estudo antroposofia e sei da importância da nossa história de vida, decidi fazer um mini resgate biográfico temático. Mapeei as decisões mais importantes, relevantes e difíceis que tomei na vida para entender quais eram os valores que moravam por trás das decisões tomadas. Sempre quando tomamos uma decisão, estamos dizendo sim para algo. E foi essa investigação que eu fiz. Se você quiser fazer também, se inscreva no desafio 9 semanas.

Depois de chegar numa lista de valores, refleti se eram exatamente aqueles que eu gostaria de levar adiante ou se algum poderia ser descartado e outros adicionados. Quando consegui criar a lista dos valores que eu realmente não queria abrir mão, e que gostaria de cultivar no futuro, decidi criar um “dicionários” dos significado de cada um deles. Dei uma definição de um ou duas sentenças para cada valor. Afinal cada um atribui o sentido que quiser e queria deixar mais claro o significado que cada valor tem para mim.

Uma vez com as definições dos valores, estava pronta para criar meu manifesto. Eu fiz como se eu, com 90 anos estava conversando comigo me dando conselhos. Aproveitei para sublinhar os valores para eu me lembrar do que estava em jogo.

Leio esse texto principalmente quando estou indecisa precisando tomar alguma decisão.

Meu Manifesto

A vida é muito curta para ser desperdiçada então não se dê o luxo de gastar tempo fazendo o que não importa.

Empreenda a vida e crie seu próprio caminho honrando quem e o que veio primeiro.

Conecte-se com o sentido da vida, com seu entorno e com o planeta. Volte para dentro e lembre-se o que veio fazer aqui e agora.

Esteja alinhada com a sua missão de vida e ao da humanidade: evoluir.

Ocupe seu lugar e disponibilize o lugar que você está ocupando para quem é responsável por ele.

Crie um trabalho com significado, não espere ele bater na sua porta. Alinhe sua missão com a sua ação.

Seja autêntica e coloque a serviço sua contribuição única. Ninguém poderá fazer isso por você.

Desenvolva uma visão sistêmica para fazer escolhas conscientes do impacto que você causa no seu entorno e na sociedade.

Faça o que você ama sem deixar de resolver problemas reais do mundo

.Não trabalhe por dinheiro. Trabalhe pelo trabalho de melhorar o mundo, principalmente o seu entorno. Se isso for genuíno, fará sentido para os outros e você será reconhecida por isso.

Comece dando o que você precisa e você receberá o que necessita.

Confie na sua intuição e incorpore seu poder pessoal.

Coloque o Ter a serviço do Ser. Não se apegue a formas, só a essência. Flua mais. Não sofra com mudanças, ela é o que tem de mais estável na vida.

Tenha um estilo de vida com propósito. Deixe um legado.

Tenha discernimento para tomar decisões baseados nos seus valores de vida e no que é prioridade. Busque a coerência entre seu pensar, seu sentir e seu querer.

Ajude a criar um senso de comunidade distribuindo poder e aumentando o acesso a bens e ao conhecimento.

Colabore para cocriar caminhos e cultive relações verdadeiras. Esteja perto de quem quer criar um futuro parecido com o seu.

Busque sempre ter um novo olhar para enxergar o mundo e a vida de outras formas. Leve em consideração outros pontos de vista.

Desenvolva autonomia e busque a autosuficiência, consciente da interdependência.

Não separe. Integre. Siga o caminho do meio.

Concretize sonhos que você se sentirá realizada.

Sonhe com a sua visão de futuro e a transforme em realidade. Foque no futuro e esteja presente no agora.

Tenha disciplina, por que ela liberta.

Esteja sempre em movimento, independente do que acontecer. É isso que gera vida.

Seja responsável e tenha maturidade para responder com consciência a tudo que vier na sua direção.

Opte por qualidade versus quantidade.

Prazer é uma premissa para viver com leveza.

Viva a vida alinhada com a sua verdade. Só a sua.

Faça da felicidade a trajetória.

Crie uma família com todo seu amor e dê tempo de qualidade.

Seja protagonista da sua vida e não aceite nada menos que do que o incrível.

Lembre-se que a simplicidade é o grau máximo da sofisticação.

Saia da sua zona de conforto, busque ir além. Terão momentos difíceis mas não desista. Vale a pena. Quem não arrisca não petisca.

Tudo dará certo se você tiver garravontade e amor para fazer a diferença enquanto tiver vida.

Te incentivo a fazer o seu manifesto. Aproveite e deixe bonito visualmente e enquadre, como o Holstee Manifesto fez. Coloque em um lugar estratégico na sua casa que você vai ler todos os dias para te relembrar do que é realmente importante na sua vida.

---

Essa é uma das atividades que fazemos no Programa Travessia com 12 encontros para ajudar a criar um trabalho com significado a partir do que cada um tem de mais autêntico.

---

Gostou do artigo?

Então clica no coraçãozinho aí embaixo. Ao fazer isso você ajuda esse artigo a ser encontrado por mais pessoas. ❤

Por que abandonar o barco pode não ser uma boa: Uma visão critica sobre transição de carreira

Você se apavora nas segundas-feiras por saber que ainda tem uma semana inteira pela frente? Então respire fundo e comece a fazer um planejamento para mudar isso. Não vale a pena abandonar o barco de forma tão repentina.

Se o seu barco estiver atracado em terra firme e você decidir abandoná-lo, terá que ir a nado e pode te dar muito mais trabalho. Terá que alocar recursos, como seu fôlego, sua energia e o seu tempo nessa travessia de forma desnecessária. Se o seu destino desejado é bem diferente do atual, acalme-se. Você não chegará lá nadando. 

Se você quiser fazer algo completamente diferente do que faz hoje, não tem problema, você poderá chegar lá sem abandonar o barco repentinamente. Se permita fazer um processo de autoconhecimento para ter mais segurança da mudança que deseja fazer para realizar a transição com mais tranquilidade. 

Saiba o destino desejado antes abandonar o barco

Ouço muito a frase “Não aguento mais, quero mudar”. Mas saber para onde quer ir já é mais raro de ouvir. Entenda qual é o futuro que você quer viver. Em outro post explico melhor como você pode definir “seu mundo melhor”. Afinal de contas, se você não sabe onde quer chegar, qual quer rota servirá. 

Dica: reflita o que já te fez sentir viva e pense como você poderia trabalhar com isso.

Não negue as suas origens

Considere-as suas referências por que elas podem enriquecer o seu processo de transição. As pessoas já te reconhecem por determinada atividade. Portanto usufrua dela e aplique ela na área que desejar atuar.  Rejeitar o que você já sabe fazer e que as pessoas reconhecem é perda de tempo. Partir para outro lado não necessariamente te levará a lugares melhores em menos tempo. 

Descubra novas terras

Aplique suas habilidades nas áreas que você tem interesse em atuar. Ofereça o que você sabe fazer. Faça cursos nas áreas desejadas para saber se realmente quer se aprofundar nisso ou se é só um hobby. Experimente atuar na área por períodos curtos como um final de semana, uma noite ou um mês. Atue. Não tire conclusões sem antes tentar fazer algo. 

Faça um inventário dos recursos que você levará do seu barco

A soma dos recursos que você acumulou até o dia de hoje não merecem ser jogados fora. Além do conhecimento que você adquiriu passando anos se formando em determinada área, você ganhou experiência e habilidades realizando as atividades propostas. Você também possui relações que cultivou ao longo do tempo e elas poderão te ajudar nessa travessia.

Avalie quanto recurso você precisa para fazer a travessia de forma tranquila

Faça um levantamento das suas prioridades para saber o mínimo que precisa nessa jornada para navegar de forma tranquila. Mapeie suas responsabilidades para fazer os cálculos necessários. 

Crie um plano de emergência caso não consiga navegar na velocidade que deseja

Chegar onde você quer pode te levar muito mais tempo do que imagina. Então busque alternativas que você pode fazer para aguentar essa travessia que pode levar alguns anos até você chegar onde deseja.   

Aviste outros barcos que estão na proximidade

Olhe para o horizonte e fique atento para avistar outros “barcos”, ou iniciativas, que te atraem. Se aproxime. Esteja perto de pessoas que te inspiram, peça dicas. Se coloque a disposição. Ofereça o que você pode dar para experimentar o que precisa.

Reflita sobre as consequências de abandonar o barco

O que você vai fazer se você abandonar o barco amanhã? Não vale falar que tirará férias. Afinal de contas não teria um trabalho para tirar férias. Vamos dizer que você reservou uma semana ou duas para descansar, e depois disso? O que faria?

Certifique-se de que você tem disposição, fôlego e sabe nadar antes de decidir abandonar o barco e entrar em desespero. Pense nas consequências e tenha consciência de que é possível fazer uma transição sem cortes drásticos. 

Se você não quer demorar muito para fazer uma mudança, comece fazendo uma jangadinha, que mesmo frágil e rústica pode te ajudar a flutuar. Porém é preciso que essa jangada flutue em direção ao seu destino desejado, senão estará à deriva. Por isso tenha clareza do seu norte para navegar naquela direção. Talvez a Bússola Interna pode te ajudar a chegar lá.

Dia 31/08 farei um workshop explicando os principais aspectos para criar um Trabalho com Significado. Saiba mais nesse post. 

Esse post foi criado inspirado numa conversa que tive com a Mariesa Mas de Camargo - terapeuta, amiga e companheira de formação do Caminho Iniciático e Biografias da Associação Sagres. 

O movimento da vida

A vida é a integração.

É o desafio de desorganizar para evoluir e organizar para sobreviver.

 

É o alinhamento do ter com o ser.

É a junção da vida para criar e da morte para transmutar.

É a relação da causa com o efeito.

É a união da materialização com a intuição.

É o balanço entre seguir um caminho já percorrido e um caminho próprio.

É o equilíbrio entre a dependência e a autosuficiência.

É a dança entre a tradição e a originalidade.

É o diálogo entre a ordem e o caos.

É o namoro entre o conhecido e o desconhecido.

É o envolvimento do eterno com o moderno.

É a alternância entre a estabilidade e a mudança.

É a convivência do medo com o amor.

É o movimento pendular entre a segurança e a liberdade.

É a mistura da horizontalidade com a verticalidade.

 

É discernir para poder servir.

É respeitar as regras coletivas sem deixar de seguir as suas próprias simultaneamente.

É considerar o outro sem deixar de levar em conta si próprio.

É colaborar com os outros e produzir suas próprias possibilidades sincronicamente.

É cuidar do que foi criado e parir novas criações concomitantemente.

É abrir-se para o novo sem deixar de honrar o que veio primeiro.

É a ação mútua do fazer com o sonhar.

 

É a subjetividade dentro da objetividade.

É a pausa dentro do movimento. 

É o coletivo dentro do indivíduo e o indivíduo dentro do coletivo. 

 

A Vida é a constante transformação.

Aprendizados que me ajudaram a fazer o que gosto e suprir necessidades do mundo.

Aprendizados que me ajudaram a fazer o que gosto e suprir necessidades do mundo.

As vezes me perguntam "Como criar um Trabalho com Significado para mim e para o mundo?" Por isso, resolvi listar o que me ajudou a fazer o que amo de forma autônoma, com liberdade, domínio do meu tempo e ainda por cima ser significativo para outras pessoas.

Se você realmente quer  fazer o que te move, comece a se investigar, olhando pra dentro, para entender o que fará sentido fazer por você. Seja egoísta (no bom sentido). Faça tudo que você puder para sanar as tuas necessidades e consequentemente você irá construir verdadeiras relações com quem tem as mesmas necessidades e assim, fará o que ama e viverá de forma plena.

Aprendi que é importante:

1 - Entender qual a sua necessidade

2 - Transformar essa necessidade em uma oportunidade para ajudar outras pessoas

3 - Usar seus talentos e habilidades a serviço dessas necessidades

4 - Conhecer o estilo de vida das pessoas que você quer atingir

5 - Entender as necessidades das pessoas que você quer ajudar

6 - Compreender o que você tem de único para oferecer ao mundo

7 - Criar serviços/produtos recorrentes e pontuais para as pessoas se aproximarem de você

8 - Desenvolver projetos com quem tem os mesmos valores que você

9 - Comunicar o seu valor único

10 - Compartilhar tudo que te inspira sobre o determinado assunto

Esses aprendizados me ajudam a suprir aquilo que necessito e ainda por cima tenho a oportunidade de ajudar outras pessoas fazendo o que me traz prazer e satisfação.

Lembre-se: Fazer algo por uma oportunidade externa que não se conecta com alguma necessidade interna. Não faz sentido. Invista seu tempo de vida onde realmente valer a pena.

No meu caso, minha maior necessidade é ter um Trabalho com Significado e viver uma Vida com Propósito. Pesquiso, penso e pratico fazer o que amo e sanar necessidades reais do mundo. Por isso, também aproveito para ajudar pessoas a criarem seu Trabalho com Significado colocando meus talentos e habilidades a serviço de quem precisa deles.

Entendeu? <3 Faça por você que você estará fazendo pelos outros.

Como descobrir seus talentos?

Como descobrir seus talentos?

Para ter um Trabalho com Significado precisamos conseguir aplicar nossos talentos e paixões em uma necessidade real do mundo. Para alguns isso parece difícil já que desconhecem seus talentos e, por isso, precisa de pistas para descobri-los.

O que podemos fazer para desvendá-los?

O mapeamento da sua biografia, ou seja a sua história de vida, é uma ótima ferramenta para visualizar a paisagem da sua vida. Dessa forma fica perceptível o que você pode trazer à tona para integrar no seu dia a dia.

Sugestão de Atividade:

Reserve uma hora tranquila e faça de conta que entrou em uma máquina do tempo para revisitar a sua vida desde o seu nascimento. Comece a resgatar os momentos em que seus olhos brilhavam e o tempo parou. Lembre daqueles momentos que você fez algo extremamente bem e com facilidade e busque relembrar as sensações que causaram em você.

Se você fizer esse exercício mapeando os acontecimentos da sua vida de sete em sete anos, ou seja,setênios, é possível compreender as fases da vida na sua forma integral. Clique aqui para imprimir a apostila que te ajudará nesse processo.

As perguntas abaixo podem te guiar nessa busca:

  • O que eu amei fazer e nem vi o tempo passar?

  • O que eu fiz muito bem feito e com facilidade?

  • Pelo quê as pessoas me reconheceram?

  • O que eu fiz que me deu muito prazer?

Liste as pessoas que participaram desses momentos e, se fizer sentido, encontre elas para colher mais pistas dos seus talentos.

E o que fazer depois que descobriu pistas dos seus talentos?

Aplique-os de várias formas! Não se apegue ao formato em que eles já se manifestaram em sua vida. Aproveite e use a sua criatividade para elaborar novas formas de colocá-los em prática na sua realidade atual.

Mapear a sua biografia é um processo de autoconhecimento muito valioso e pode te trazer muitos insights. Para saber mais a respeito, leia o livro "Tomar a Vida nas Próprias Mãos" da Gudrum Bukhard.

Se quiser aplicar seus talentos em um Trabalho com Significado, posso te ajuda! Clique aqui e veja as possibilidades.

 

 

Humildade é manifestar a verdade.

Reflexão do dia: Humildade é manifestar a verdade. Ser você mesmo sem temer.

Não somos obrigados a saber tudo nem ser uma versão perfeita. Somos obrigados a estar em constante desenvolvimento para sermos uma melhor versão de nós mesmos. Quando lembramos disso, nos tornamos livres.

Quando praticamos a humildade, nos aproximamos de quem somos de verdade. Dessa forma, também criamos a oportunidade de conectar com as pessoas de uma forma mais genuína. Já percebeu?

Como você pratica a humildade no seu dia a dia?

Aqui vão algumas coisas que eu estou aprendendo e estão me ajudando bastante. Talvez também te ajude.

  • Compartilhar minhas dificuldades.

  • Pedir ajuda sem medo. E se tiver com medo, vai com medo mesmo.

  • Quando não sei, admitir que não sei e perguntar.

  • Aceitar a ajuda.

Somos seres diferentes, com personalidades e padrões de comportamento diferentes. Estou aprendendo que ser humilde é saber falar com intenção, escutar com atenção e observar com o coração. Estou aprendendo que ser humilde é permitir cair para levantar.

Eu estou em busca de ser uma melhor versão de mim, em constante processo de desenvolvimento. 

Humildade é manifestar a verdade.

Eu sinto isso! E você, o que sente?

Tenha coragem! Você vai precisar dela para criar o seu Trabalho com Significado.

Tenha coragem! Você vai precisar dela para criar o seu Trabalho com Significado.

Criar um Trabalho com Significado é empreender a vida e dar sentido a ela, sabia?

Desde sempre, minha mãe sempre diz que minha obrigação é fazer aquilo que eu gosto! Taí um desafio. São tantas coisas. O que a gente real-men-te gosta é sempre mais difícil de saber, porque não é uma coisa só!

Nunca me esqueço de quando fiz minha primeira exposição de quadros. Tinha 6 anos. Com pai e mãe empreendedores, só depois de ter crescido percebi o bem que me fez seguir minhas paixões. Graças à minha família e todo o aprendizado que colhi com as minhas escolhas, pude realizar quase todos os meus sonhos!

Mas para empreender é preciso coragem.

Coragem é agir com o coração. Coragem é agir sem medo.

É por conta disso que acredito que é possível começar a empreender com qualquer idade - desde que seja com paixão e que venha de dentro para fora. Se fizer sentido pra você e for feito com o coração, com amor e paixão, a renda é consequência.

Criar um Trabalho com Significado exige agir sem que o medo o domine.

Mas se tiver medo, vai com medo mesmo.

Coragem.


Vamos nessa? Te ajudo! <3

 

Trabalho com significado é feito para pessoas inquietas!

Trabalho com significado é feito para pessoas inquietas!

A busca pelo significado no trabalho tem sido cada vez maior. Tenho visto cada vez mais gente se preocupar em encontrar propósito naquilo que faz ou deseja fazer. Mas, ao contrário de quem gosta de viver no comodismo, essa é uma escolha feita pelos inquietos.

Tá cansado de ser movido pela inércia e incomodado com seus próprios incômodos? Então junte-se a nós! Aqui vão algumas outras características de quem busca aquilo que faz sentido.

  • Viver é muito mais que nascer, crescer e morrer

  • A vida não pode passar em vão

  • A transformação na nossa sociedade deve ser uma contribuição de todos

  • Ser a melhor versão de nós mesmos é o que nos faz acordar diariamente

  • Saber que o mundo precisa de nós ajuda a não pensarmos somente no nosso próprio umbigo. Temos que ajudar o entorno!

  • Nossos talentos e paixões estão sempre a serviço para isso!

  • Autonomia e liberdade para fazer o que amamos é essencial

  • Não acreditamos em "tem que ser assim". Queremos inovar!

  • Sucesso é: fazer sentido.

  • Felicidade não é apenas ganhar dinheiro

  • Não "perdemos tempo" em uma empresa que não nos representa

  • Buscamos realização através do trabalho

  • Acreditamos que Trabalho = Vida

Se você está buscando isso. Que bom! O mundo precisa de cada vez mais pessoas como você. Se você as tem e ainda não está se mexendo, preste atenção! Você poderia estar contribuindo muito mais para a sua própria felicidade!

Independente da sua fase, pode contar comigo! Clique aqui e saiba como.

O que precisa fazer para ter um Trabalho com Significado?

O que precisa fazer para ter um Trabalho com Significado?

Se o seu trabalho não tem significado, porque você está nele ainda?

Se você está querendo sair dessa e encontrar algo que vá em direção ao seu propósito, eu posso te ajudar!

  • Pra começar, busque processos de autoconhecimento. Aprofundar em si mesmo vai te ajudar a solucionar várias dúvidas e enfrentar seus medos.

  • Coloque seus talentos e paixões à serviço do mundo! Você ainda não sabe quais são eles? Duvido! - Eles devem apenas estar adormecidos. Pra te ajudar: escreva uma lista daquelas coisas que você faz e nem vê passar o tempo. Aposto que já descobriu algumas paixões, não é?

  • Transforme suas necessidades em oportunidades, pra isso, investigue o que está te incomodando hoje em dia e, em um momento mais profundo, perceba que essas também podem ser as necessidades do mundo.

  • Tenha autodisciplina. Já ouviu aquela frase: responsabilidade traz liberdade? Some a disciplina às suas responsabilidades e você vai ver que vai longe!

Ah, não esqueça de que, pra viver com propósito, é super importante que você tenha clareza da sua visão de futuro, ou seja: de seus objetivos.

Quer encontrar o seu Trabalho com Significado?


Cliquei aqui e veja como posso te ajudar

QUEM SOU EU?

QUEM SOU EU?

Uma pergunta difícil, ainda mais para quem quer empreender através do autoconhecimento, como é a proposta do Estaleiro Liberdade, uma escola cujo propósito é o Desenvolvimento de Autonomia  

No dia 10 de maio de 2014 começou o reconhecimento de "24 Marujos" na jornada do Estaleiro Liberdade em São Paulo. Sem profissões, cargos ou sobrenomes, éramos nós mesmos. Falar com intenção e ouvir com atenção e com o coração contribuiu muito para o bem estar do grupo.

Em presença firme a todo instante, foi possível escutar a sabedoria de um grupo de mais de 700 anos de vida. A responsabilidade compartilhada, a liderança rotativa e o propósito maior que nos uniu naquele instante, permitiu a vulnerabilidade em um espaço que ninguém habitava antes.

Através do silêncio, pudemos nos reconhecer na fala do outro.

A pergunta foi: “Quem sou eu?” e a resposta, uma só: "Apesar das diferenças, somos iguais".

Juntei as falas de todo mundo em uma grande resposta. E olha só o que saiu:

"Quem sou eu?

Sou a busca dessa resposta. Sou um monte de pedacinhos e não sei como juntá-los. Estou no processo de saber qual “eu” sou eu.  Me sinto mais próxima de saber quem eu sou ao distanciar-me de quem acham que eu sou. Sou a mudança, a adaptação, a busca e a energia de transformar. Sou tudo e nada ao mesmo tempo. Sou introvertida e extrovertida. Sou nômade de mim mesma e tenho mais experiências marcantes que anos de vida. Mudei tanto desde que nasci que eu não sei dizer quem eu sou. Não consigo me definir pelo que já vivi. Gosto de viajar e descobri que esse é o meu jeito de aprender. Busco desaprender para aprender e deixo a história me ensinar. Aprendo a lidar com as incoerências externas e com as minhas incoerências internas. Tenho milhares de formas de ser e de existir. Acredito e vivo para o mundo invisível. Luto para ter um futuro. Gosto de questionar e quero mudar as coisas construindo algo novo. Sou uma espada. Me coloco no meio do mato e abro caminhos. O que está por trás da minha lança é o amor pelo que faço e pela forma que me relaciono. Tenho meus medos, mas vou com medo mesmo. Aceito tudo como vem e quero caminhar com isso. Busco equilíbrio. Quero me transformar. Busco a conexão com a beleza do amor. O meu canal da fala é com o coração. Sou um coração que gosta de servir e trocar. Faço tudo com paixão. Busco o incrível para começar. Busco a alegria e o sorriso para mim e para o mundo. A minha relação com os outros é o que me define. A troca e o compartilhar é o que me importa. Acredito que o apoio é muito importante. Sou apaixonada pelos outros. Necessito estar em comunidade com pessoas que me façam sentir mais eu. Entendi que enquanto eu não for grata pelo que eu tenho, eu ainda não mereço o que eu não tenho. Por isso, estou aprendendo a valorizar o que eu tenho hoje. Agradeço principalmente pelo corpo que eu habito para viver essa vida. Sei que a luz está em todas as extremidades do meu corpo. Sou apaixonada pela vida. Agradeço a oportunidade de estar aqui para servir. Quero seguir um caminho com significado e propósito. Tenho a sensação de estar sempre a 3 metros de mim mesma, virando a esquina e estarei na constante busca de mim mesma. Estou aqui para ser minha essência. Eu Sou Eu e digo AHOY!"

O primeiro passo para adquirir autonomia é o autoconhecimento. O que você está fazendo por isso? Se você quiser fazer parte dessa Escola de Empreendedorismo através do Autoconhecimento para se conhecer, planejar, experimentar e construir comunidade em torno do seu sonho, te esperamos de braços abertos! Faça parte.
Inscreva-se na próxima turma do Estaleiro Liberdade. Começaremos a jornada dia 13 de Março.Clique aqui para saber mais.

Meus aprendizados ao me tornar autônoma e trabalhar em rede.

Meus aprendizados ao me tornar autônoma e trabalhar em rede.

Muita gente busca por sentido, significado, propósito e acha que depois que tudo isso é descoberto, irá só gozar da vida. De fato, essas conquistas são essenciais para levar uma vida plena. Mas, descobrir seu verdadeiro propósito é uma coisa, colocá-lo em prática é outra! rs

Compartilho com vocês alguns dos meus aprendizados nessa trajetória de empreeendedora autônoma, ou seja, empreendedora da minha própria vida:

1 - EXISTE ANSIEDADE MESMO SABENDO SEU PROPOSITO

A ansiedade de compreender, ou melhor, sintetizar o propósito, não existe mais. Porém, aansiedade de saber qual caminho vai ser percorrido existe, pois percebi que só agora que começou o jogo! Ansiedade, se bem dosada, é importante porque nos leva adiante. Precisamos apenas ficar atentos para que ela não nos traga angústias.

2 - DISCERNIMENTO É A CHAVE PARA AGIR

Desenvolver autonomia, na minha opinião, significa: empreender a nossa própria vida através do autoconhecimento. Feito isso, ganhamos liberdade para compreender quem somos e quais são as nossas necessidades. Porém, é fundamental que haja discernimento para olharmos as necessidades do mundo com mais atenção e fazermos o que realmente precisa ser feito, ao invés de fazer apenas aquilo que irá suprir nossas necessidades pessoais.

2 - COMUNICAR O "PORQUE" AO INVÉS DE "O QUE"

Saber comunicar o porquê faço o que faço me aproxima das pessoas. Se eu comunicar só o que eu faço, me restrinjo a um campo de possibilidades porque o formato pode não ser adequado para determinada pessoa. Se ela souber o porquê, ou seja, o propósito daquela ação, posso atendê-la de diversas formas.

3 - CRIAR FORMATOS BASEADOS NAS NECESSIDADES DO SEU PÚBLICO ALVO

Compreender seu público alvo é saber com quem você quer mais interagir. Depois que fiz meu estudo de público-alvo, ficou mais fácil de criar soluções de acordo com suas necessidades. Além disso, apostar em vários formatos de atendê-lo, na minha opinião, é melhor do que apostar só em um, desde que todos eles estejam alinhados com o seu propósito e com as necessidades do mundo.

4 - PROCESSOS PONTUAIS TE DÃO LIBERDADE PARA ESTAR EM QUALQUER LUGAR

Um produto ou um serviço que tem começo, meio e fim te permite a realizá-lo onde quer que você esteja. Foque em algo que tenha confiança em oferecer às pessoas. Pense em uma opção de curta duração, um encontro por exemplo, e outra de longa duração para ter a oportunidade de servir várias necessidades. Desta forma, também há um fluxo financeiro próspero. Esse processo pode se dar em diversos formatos, como por exemplo, workshops, livros, viagens, etc. Por exemplo: o workshop "Criando seu Trabalho com Signficado" acontece a cada 45 dias e tem duração de 3 horas.

5 - PROCESSOS RECORRENTES TRAZEM SEGURANÇA 

Um processo cíclico, sem começo, meio e fim, com interações periódicas, te dá a oportunidade de focar no desenvolvimento das pessoas. Por consequência, traz segurança financeira mensal. Crie algo que as pessoas possam participar a qualquer instante e constantemente para que você possa acompanhar o processo delas. Os formatos de interação recorrentes são vários, por exemplo: entrega de produtos/serviços em pacotes mensais, consultoria, atendimentos, sessões, encontros em grupo, etc.  

6 - EXPONHA O SEU PROCESSO CRIATIVO

Aprendi com o grande Austin Kleon, no seu livro "Show your work" que devemos mostrar o nosso processo criativo e não apenas a arte final. Compartilhe o que você está fazendo pois isso ajuda as pessoas a se aproximarem de você!

Esses foram alguns dos meus aprendizados no processo de desenvolver autonomia e viver em rede. Se você quiser ajuda no seu processo, veja qual oportunidade supre mais as suas necessidades clicando aqui

Por quê ser autônomo?

Por quê ser autônomo?

Você tem percebido que estamos vivendo numa sociedade em que é possível ser cada vez maislivre ? Os tempos de hoje estão pedindo cada vez mais independência, autonomia e responsabilidade como ingredientes-chave para viver uma vida mais plena. Por isso, cada vez mais, as pessoas estão querendo ter domínio do seu tempo, fazer o que amam e não depender de empregos em grandes corporações.

Found on barrieevans.com

As empresas, em sua forma de atuação tradicional, estão tirando a representatividade do indivíduo e criando uma representatividade para um grupo que não necessariamente é compatível com aquele conjunto de pessoas. A tendência, ao passar o tempo, é que as empresas “desinchem suas estruturas", ou seja, deixem de ter controle sob a representatividade das pessoas e das funções.

Quando passamos a trabalhar por vontade própria, ou seja, sendo autônomo, somos capazes de criar nossas profissões e dar mais força a nossa própria potência. A autonomia também leva cada um de nós a ser maisautêntico, permitindo expressarmos a nossa própria arte. Dessa forma é possível viver de forma mais livre, consciente e responsável pela própria felicidade.

Cada um tem um jeito peculiar de contribuir para o processo evolutivo da sociedade, portanto, é importantíssimo que, todos se empoderem dos seus talentos, paixões, habilidades e da sua forma única de enxergar o mundo. Quanto mais tomamos consciência das nossas identidades, mais responsável somos de oferecer nossas contribuições únicas para o mundo. Obtendo clareza do seupropósito, você conseguirá cada vez mais potencializar sua autenticidade e oferecer algo único.

Levando esse cenário em conta, vai existir cada vez menos “emprego” e mais “trabalho" para transformar ideias em trocas de valor. O conceito linear da "carreira" vai passar a ser obsoleto. Afinal de contas, o autônomo tem domínio de si próprio, portanto, cria o seu próprio caminho. Como? A partir do seu propósito, com clareza da sua visão de futuro e atuando através dos seus valores.

Para compreender mais a respeito dos formatos que poderão permitir que você tome as rédias da sua vida e se desenvolva como autônomo, conte comigo!

Clique aqui e se inscreva no Programa Criando seu Trabalho com Significado para fazer o seu plano de transição e criar seu Trabalho com Significado.

A diferença e a semelhança em tudo que eu faço

A diferença e a semelhança em tudo que eu faço

Às vezes, pessoas me perguntam:  "Por que você faz tanta coisa?". E eu respondo: "São estratégias diferentes de atingir o meu propósito. No post, da semana passada, expliquei sobre a diferença entre Propósito, Processo e Propostas  

Seguindo a mesma linha, hoje eu gostaria de explicar a unidade de tudo que eu faço, além de pontuar as diferenças e a similaridades para que você reflita sobre a melhor opção para você.

Como falei anteriormente, ajudo as pessoas a tomarem as rédeas de suas próprias vidas. Em outras palavras: a se empoderarem de si mesmas para que possam, dessa forma, viver com propósito.

Através dos meus conhecimentos em Antroposofia e das minhas habilidades de Coaching e Facilitação de grupos, ofereço algumas atividades.